Torres

Destaque A- A+

18/12/2019 Agroindústria de açaí beneficia famílias em RO

Com investimento de R$ 2 milhões, foi inaugurada a Agroindústria de Açaí, em Porto Velho (RO), na região da Hidrelétrica Jirau. O empreendimento foi entregue à Cooperativa de Produtores Rurais do Observatório Ambiental Jirau, responsável pela gestão do negócio, beneficiamento do fruto e comercialização da polpa.

Pequenos produtores rurais têm destino para açaí (Divulgação: ESBR Jirau)

A estrutura tem 350 metros quadrados, equipamentos e utensílios para operação da agroindústria. Com capacidade de processar até 600 quilos de polpa por hora, ou, aproximadamente, mil toneladas ao ano, o empreendimento beneficiará diretamente mais de 30 famílias.

Pequenos produtores rurais e extrativistas agora têm destino certo para sua safra de açaí. O novo negócio fortalecerá a economia local e proporcionará transformação social na região.

Empreendimento teve investimento de R$2 milhões (Divulgação: ESBR Jirau)

“Para nós, esta é mais uma forma de valorização e reconhecimento do trabalho do homem do campo, que pode ter sua renda e emprego dignamente. A realização desse sonho é excepcional para as nossas estrelas, os extrativistas”, comemora a presidente da cooperativa, Sandra Vicentini.

Produtores de açaí da região, agora, contam com uma cadeia produtiva completa para sua matéria-prima. O fruto é recebido na agroindústria, processado seguindo padrões rigorosos de qualidade, embalado e comercializado.

Capacidade de processamento de até 600 quilos de polpa por hora (Divulgação: ESBR Jirau)

A gestão da COOPPROJIRAU firmou diversas parcerias com o comércio regional, mas o objetivo é alcançar mercados maiores. No período de instalação e comissionamento dos equipamentos da agroindústria, foram processadas mais de oito toneladas de açaí, o que rendeu cinco toneladas de polpa congelada.

Objetivo da cooperativa é atingir mercados maiores, além dos regionais (Divulgação: ESBR Jirau)

As metas da cooperativa são ainda mais ambiciosas e, até o final deste ano, pretende-se chegar a 50 toneladas de polpa processada.

Hidrelétrica Jirau

A CGT Eletrosul possui 20% de participação societária na Energia Sustentável do Brasil (ESBR), responsável pela Hidrelétrica Jirau, de 3.750 MW. Geração suficiente para abastecer mais de dez milhões de residências.

Além do apoio para o empreendimento focado na cadeia produtiva de açaí, a região recebeu também o incentivo para criação de uma agroindústria de farinha de mandioca, saiba mais aqui


Assessoria de Imprensa | CGT Eletrosul

(48) 3231-7588 | imprensa@cgteletrosul.gov.br

voltar        topo da página

CGT Eletrosul
Rua Deputado Antônio Edu Vieira, 999 - Pantanal - Florianópolis - SC.
Telefone: (48) 3231-7000
  • Siga-nos pelo Facebook
  • Siga-nos pelo Twitter
  • Siga-nos pelo Youtube
  • Siga-nos pelo Instagram
  • Siga-nos pelo Youtube