Usina

Destaque A- A+

02/01/2022 CGT Eletrosul completa dois anos

Uma organização vibrante, em plena transformação, a partir da experiência exitosa proveniente da sinergia entre as duas empresas originárias. Essa é a CGT Eletrosul, companhia resultante da unificação das operações das subsidiárias da Eletrobras na região Sul.

A empresa, completou dois anos da nova configuração estrutural e de negócios neste domingo (02/01), reúne as principais características oriundas da Eletrosul e da CGTEE, integrando ativos de geração hidrelétrica, eólica e solar e de transmissão, juntamente com empreendimento termelétrico, que garante energia firme ao sistema elétrico brasileiro, atendendo com eficiência e qualidade a todos os requisitos ambientais dos órgãos regulatórios.

Contudo, o maior ativo da nova configuração da CGT Eletrosul continua sendo as pessoas. A excelente qualificação técnica e a capacidade do corpo funcional credenciam a empresa a enfrentar o futuro com segurança e otimismo. A união das operações trouxe à companhia sinergia operacional, tributária, econômico-financeira e societária, o que demonstrou que a decisão estratégica da Eletrobras de unir estas duas empresas se mostrou acertada, visto os ótimos resultados conquistados nos últimos dois anos.

Apesar das adversidades impostas pela crise epidemiológica global, a CGT Eletrosul não interrompeu seus investimentos. A companhia prosseguiu com projetos de modernização, ampliação e reforço de seu sistema, aumentando ainda mais a qualidade e a confiabilidade do fornecimento energético à sociedade brasileira. Nesse período, a empresa concluiu a incorporação da Transmissora Sul Brasileira de Energia, da Fronteira Oeste Transmissora de Energia e da Transmissora Sul Litorânea de Energia.

EXPANSÃO
A companhia também realizou a emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, que totalizaram R$ 400 milhões. A operação foi realizada em duas séries, sendo a primeira com valor de R$ 185 milhões referente à emissão pela CGT Eletrosul do primeiro título verde (green bond) das Empresas Eletrobras. A captação ocorreu por meio de debêntures incentivadas de infraestrutura, com o objetivo de alavancar os projetos de investimento em reforços relacionados aos contratos de concessão de transmissão da Aneel, enquadrados como prioritários pelo Ministério de Minas e Energia.

E vem mais novidades por aí. Comprometida com o desenvolvimento socioeconômico de sua área de atuação, a CGT Eletrosul prossegue investindo em projetos que proporcionam reforço ao sistema energético do Brasil. Foi anunciada a construção do Parque Eólico Coxilha Negra, com 302 MW de potência instalada, na região de Sant’Ana do Livramento (RS). O início da operação do empreendimento está previsto para ocorrer até o final do ano de 2024.

O Plano de Negócios e Gestão 2021-2025 da CGT Eletrosul demonstra a sustentabilidade do funcionamento futuro da companhia, com investimentos estimados em R$ 2,3 bilhões no período. Com um portfólio diversificado e expansão da receita, a empresa prevê a continuidade de investimentos em todas as áreas de negócio, bem como ganhos de escala na comercialização de energia.

 

voltar        topo da página

CGT Eletrosul
Rua Deputado Antônio Edu Vieira, 999 - Pantanal - Florianópolis - SC.
Telefone: (48) 3231-7000
  • Siga-nos pelo Facebook
  • Siga-nos pelo Twitter
  • Siga-nos pelo Youtube
  • Siga-nos pelo Instagram
  • Siga-nos pelo Youtube