INSTITUCIONAL
Acesso à Informação
A Empresa
Mercado de atuação
Responsabilidade Social
Pesquisa e Desenvolvimento
Meio Ambiente
Sistema de Transmissão
Sistema de Geração
Demonstrações Financeiras Relatório de Administração
Processos de Contas Anuais
Participações Societárias
Gestão de Pessoas
         Plano de Saúde
Ouvidoria
Comitê de Gênero e Raça
Espaço Cultural
Relatório de Sustentabilidade Eletrosul
ELETROBRAS - Relatórios de Sustentabilidade
Premiações

 
Em 2004, a Eletrosul foi retirada do PND – Programa Nacional de Desestatização, eliminando o risco de extinção e foi autorizada a volta à geração, proporcionando fortalecimento e crescimento empresarial. Além dos investimentos, fortalecimento e crescimento empresarial, a Empresa passou a ser chamada pelo Governo Federal como ferramenta para o desenvolvimento estrutural do país e passou a participar de grandes empreendimentos, o que gerou mais oportunidades profissionais, expectativa e futuro promissor.
Conquistou com sucesso, já em 2005, a concessão para a construção da Usina Passo São João, de 77MW, no Rio Grande do Sul.  Ainda no mesmo ano, a Eletrosul obteve autorização do Ministério de Minas e Energia para implantar e explorar, como produtora independente de energia elétrica, quatro pequenas centrais hidrelétricas em Santa Catarina que, juntas, terão uma potência instalada de 53MW.
 
A empresa também obteve sucesso na disputa para a implantação e exploração do empreendimento da Usina Hidrelétrica Mauá, com 361MW, que está sendo construída no estado do Paraná, em consórcio com a Companhia de Energia Elétrica do Paraná (Copel). No Mato Grosso do Sul, a empresa conquistou a concessão para construir a Usina Hidrelétrica São Domingos, (48 MW), no Rio Verde, a 180 quilômetros de Campo Grande, também em implantação.
 
Em parceria com as empresas Suez Energy, Camargo Correa Investimentos e Companhia Hidroelétrica do São Francisco, a Eletrosul participa do Consórcio Energia Sustentável do Brasil, vencedor do leilão de geração patrocinado pela Aneel, em maio de 2008, para a construção, em Porto Velho (RO), da Usina Hidrelétrica Jirau, cuja capacidade de geração será de 3.300 MW.  O empreendimento faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), devendo entrar em operação a partir de janeiro de 2013.
 
Em parceria com a empresa Wobben, a Eletrosul concluiu a implantação do Complexo Eólico Cerro Chato, em Sant'Ana do Livramento, na divisa com Rivera, no Uruguai. O empreendimento foi classificado no leilão de geração de energia eólica, em dezembro de 2009, para a exploração comercial de três usinas, totalizando 90 MW. Este foi o primeiro empreendimento concluído após a retomada da geração comercial.
 
Em parceria com as empresas Furnas, Neoenergia e Odebrecht, a Eletrosul participa da Cia Hidrelétrica Teles Pires, vencedor do leilão de geração hidráulica, em dezembro de 2010, para implantação e exploração do empreendimento Usina Hidrelétrica Teles Pires, com 1.820 MW, que será construída no Mato Grosso, entre os municípios de Paranaíta (MT) e Jacareacanga (PA), na área denominada Cachoeira Sete Quedas.
EMPREENDIMENTOS
UHE - Usinas Hidrelétricas
PCH - Pequenas Centrais Hidrelétricas
EOL - Usinas Eólicas 
 
I. Próprios
  • PCH Barra do Rio Chapéu
  • PCH Coxilha Rica
  • PCH João Borges
  • PCH Santo Cristo
  • Outras Fontes de Energia
  • SOL Megawatt Solar
  •  
    II. Concessões

    III. Participações Societárias (Clique aqui para saber mais) 

  • UHE Jirau
  • UHE Mauá
  • UHE Teles Pires
  • EOL Cerro Chato IV
  • EOL Cerro Chato V
  • EOL Cerro Chato VI
  • EOL Cerro dos Trindade
  • EOL Ibirapuitã I 
  • EOL Verace I
  • EOL Verace II
  • EOL Verace III
  • EOL Verace IV
  • EOL Verace V
  • EOL Verace VI
  • EOL Verace VII
  • EOL Verace VIII
  • EOL Verace IX
  • EOL Verace X
  • Chuí I
  • Chuí II
  • Chuí IV
  • Chuí V
  • Minuano I
  • Minuano II
  •  

    Última Atualização: 18/03/2013