All

Geração A- A+

A matriz energética da CGT Eletrosul é diversificada, proveniente das fontes hídrica, térmica, eólica e solar, totalizando 2 GW de capacidade instalada – energia suficiente para atender ao consumo de 12 milhões de pessoas.

 

HIDRELÉTRICAS

No segmento de geração, a CGT Eletrosul opera sete hidrelétricas próprias e em parceria, que totalizam 1.537 MW de capacidade instalada, correspondente à participação da empresa nos empreendimentos.

Hidrelétricas Corporativas:

  • UHE Passo São João (77 MW): Rio Grande do Sul
  • UHE  São Domingos (48 MW): Mato Grosso do Sul
  • PCH Barra do Rio Chapéu (15,15 MW): Santa Catarina
  • PCH João Borges (19 MW): Santa Catarina

Hidrelétricas em Parceria:

 Empreendimentos Hidrelétricos (consulte aqui)


Segurança de Barragens

Clique aqui e  acesse informações sobre a segurança das barragens de hidrelétricas das Empresas Eletrobras. Conheça os principais materiais utilizados nas barragens, a legislação sobre o tema, as notícias publicadas pelas subsidiárias, links para conteúdos técnicos e as diversas ações sobre o tema. Além disso, esta seção traz respostas às perguntas mais frequentes. 


TERMELÉTRICA

No Rio Grande do Sul, a CGT Eletrosul opera a Termelétrica Candiota III (Fase C), com 350 MW de capacidade instalada de geração, a partir do aproveitamento do carvão mineral abundante na região da Metade Sul do estado. Em operação comercial desde de janeiro de 2011, no município de Candiota (RS), a usina passou por uma ampla reforma e modernização em 2019, garantindo maior eficência ao empreendimento. No mês de abril, a termelétrica retomou a geração, oferecendo energia firme para o atendimento do mercado nacional e impactando positivamente a economia gaúcha. Tudo isso, acompanhado por um elevado controle de emissões atmosféricas e a continuidade de programas ambientais.

 Termelétrica Candiota III (consulte aqui)


EÓLICA

Na geração de energia a partir dos ventos, a CGT Eletrosul é uma das maiores investidoras na região Sul do País. Somente no Rio Grande do Sul, foram investidos aproximadamente R$ 1 bilhão em empreendimentos eólicos que totalizam 199,5 MW de capacidade instalada, correspondente à participaçãp acionária da CGT Eletrosul.

Em operação plena desde dezembro de 2011, o Complexo Eólico Cerro Chato , em Sant’Ana do Livramento, foi o primeiro empreendimento da estatal nesse segmento, com 90 MW. O complexo eólico foi ampliado em mais 127 MW com a construção de outros oito parques, que entraram em operação comercial entre 2013 e 2015. O empreendimento completo possui 11 parques eólicos com 108 aerogerados e capacidade instalada de 217 MW - energia suficiente para atender mais de 1 milhão de consumidores.

Empreendimentos Eólicos (consulte aqui)


SOLAR

Reafirmando sua posição de vanguarda no incentivo ao desenvolvimento de fontes alternativas de energia, a sede administrativa da CGT Eletrosul, em Florianópolis (SC), foi transformada em um complexo de geração fotovoltaica – o maior da América Latina integrado a um edifício. A Usina Megawatt Solar (1 MWp)  produz energia suficiente para atender a aproximadamente 540 residências.  Vídeo

A mais recente meta da CGT Eletrosul no segmento é prospectar investimentos em usinas solares não só fotovoltaicas, mas também de concentração. Junto a empreendimentos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, a empresa instalou estações solarimétricas para iniciar estudos de viabilidade técnica e financeira.


Departamento de Engenharia de Geração

Gerente: Alexandre Garghetti | (48) 32317601

voltar        topo da página

CGT Eletrosul
Rua Deputado Antônio Edu Vieira, 999 - Pantanal - Florianópolis - SC.
Telefone: (48) 3231-7000
  • Siga-nos pelo Facebook
  • Siga-nos pelo Twitter
  • Siga-nos pelo Youtube
  • Siga-nos pelo Instagram
  • Siga-nos pelo Youtube