Subestação

Notícias A- A+

10/05/2021 Compromisso com a segurança de barragens

CGT Eletrosul aprovou, em abril, os relatórios conclusivos dos processos de revisão periódica de segurança de barragem das estruturas que integram sua geração hidrelétrica. Foram contempladas as UHEs Passo São João e São Domingos, no Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, respectivamente, e as PCHs Barra do Rio Chapéu e João Borges, em Santa Catarina.

Hidrelétrica São Domingos (48 MW) no Mato Grosso do Sul (Foto: Luciano Martinhago)

O objetivo das atividades, conduzidas por empresas contratadas e sob coordenação do Departamento de Manutenção da CGT Eletrosul, é verificar o estado geral das barragens e atualizar dados hidrológicos e alterações das condições à montante e à jusante. 

A ação é realizada em atendimento à Lei n° 12.334/2010, que estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens – revisada pela Lei n° 14.066/2020. A frequência da Revisão Periódica de Segurança é determinada por entidades fiscalizadoras de acordo com a classe da barragem, com prazo contabilizado a partir da publicação da Resolução Normativa Aneel 696/2015. 

As hidrelétricas da CGT Eletrosul são categorizadas como classe B. Por esse motivo, devem ser avaliadas a cada sete anos (e o primeiro procedimento deveria ser realizado até 2022). Ou seja, os trabalhos foram antecipados em 20 meses, o que demonstra o compromisso da companhia com a integridade dessas estruturas. No total, foram produzidos 57 relatórios e 18 mapas durante o processo.

Em 2020, a Política de Segurança de Barragens das Empresas Eletrobras foi aprovada pela Diretoria Executiva e pelo Conselho de Administração da holding. O documento contou com colaboração de representantes de todas as subsidiárias, e apresenta diretrizes para manutenção de um padrão técnico elevado e para assegurar a implementação de todos os processos de melhoria contínua relacionados ao tema. Para isso, são considerados a excelência dos aspectos de engenharia, questões legais e compromissos corporativos firmados nas esferas socioeconômicas e ambientais.

As hidrelétricas da CGT Eletrosul possuem Planos de Ações de Emergência e dispõem de equipe multidisciplinar que integra a Comissão de Emergência. Estes profissionais são responsáveis por estabelecer procedimentos sistematizados para lidar com ocorrência de cheias, danos às barragens e/ou outras estruturas, tópicos relativos à operação dos empreendimentos e inundações de margens ribeirinhas, além de iniciativas junto a comunidades dos entornos.


Assessoria de Imprensa | CGT Eletrosul

(48) 3231-7588 | imprensa@cgteletrosul.gov.br

voltar        topo da página

CGT Eletrosul
Rua Deputado Antônio Edu Vieira, 999 - Pantanal - Florianópolis - SC.
Telefone: (48) 3231-7000
  • Siga-nos pelo Facebook
  • Siga-nos pelo Twitter
  • Siga-nos pelo Youtube
  • Siga-nos pelo Instagram
  • Siga-nos pelo Youtube