Megawatt

Notícias A- A+

30/04/2021 Subestação Londrina completa 33 anos

Empreendimento essencial para o abastecimento da região Norte Pioneiro paranaense, a Subestação Londrina celebra, hoje (30/04), 33 anos de operação comercial. Situada na cidade homônima, no Paraná, ela conta com 2.016 MVA de potência instalada e está vinculada ao Sistema Interligado Nacional (SIN). 

Possui conexão com as mais importantes hidrelétricas do rio Iguaçu e com Itaipu

A unidade é controlada pelo Centro Regional de Operação da CGT Eletrosul, de Londrina – de forma remota e também convencional, no local. Os serviços são coordenados por equipe do Centro Regional de Manutenção e Apoio à Operação de Londrina. No último ano, o empreendimento recebeu, em ampliação, mais dois bancos de reatores, de 150 MVAr cada, e uma unidade reserva, de 50 MVAr.

Responsável pela supervisão e pelo manejo da interligação Sul e Sudeste da CGT Eletrosul, e uma das principais fontes de entrada de energia no Mato Grosso do Sul, o empreendimento tem conexão com as mais importantes hidrelétricas do rio Iguaçu e com Itaipu, por meio da Subestação Ivaiporã (CGT Eletrosul), e com a Termelétrica de Figueira (Copel). 

No total, 14 linhas de transmissão passam pela unidade. São quatro no setor de 525 kV: Ivaiporã 1, controlada pela CGT Eletrosul; Assis 1, operada pela Taesa; Assis 2 e Ivaiporã 2, controladas pela Copel. No pátio de 230 kV, são dez: Apucarana 1, Maringá 1, Londrina 1 e 2, Ibiporã 1 e 2, sob encargo operativo da CGT Eletrosul; Figueira 1 e 2, e Apucarana 2, controladas pela Copel; e Maringá 2, operada pela ATE V.


Assessoria de Imprensa | CGT Eletrosul

(48) 3231-7588 | imprensa@cgteletrosul.gov.br

voltar        topo da página

CGT Eletrosul
Rua Deputado Antônio Edu Vieira, 999 - Pantanal - Florianópolis - SC.
Telefone: (48) 3231-7000
  • Siga-nos pelo Facebook
  • Siga-nos pelo Twitter
  • Siga-nos pelo Youtube
  • Siga-nos pelo Instagram
  • Siga-nos pelo Youtube